A EXUBERÂNCIA DA FLONA

A Floresta Nacional do Tapajós é uma das mais antigas unidades de conservação do Brasil, com mais de 500 mil hectares. São inúmeras comunidades ribeirinhas, que sobrevivem do turismo, do látex e de atividades agroextrativistas, da pesca e da caça. É o roteiro de contato com a floresta virgem em nossa região, com opções de caminhadas pela floresta primária para conhecer as árvores centenárias, passeios de canoa, vivências noturnas, entre outras opções. Visitamos primordialmente a comunidade de JAMARAQUA, uma das mais desenvolvidas e preparadas para o turismo.

ROTEIRO TRADICIONAL

  • Encontro às 9:00hs no CAT ou na ATUFA

  • Embarque para trajeto de aproximadamente 1 hora. 

  • Após conhecer nossos anfitriões locais, saímos para fazer uma caminhada em trilha com duração de 1 a 5 horas (opcional) para conhecer a floresta, a árvore centenária Samauma e o Igarapé.

  • Após a volta, almoço simples na casa dos caboclos feito com muito carinho (não incluso).

  • Para finalizar, um maravilhoso banho no igarapé e um passeio de canoa.

  • Volta no pôr-do-sol e encerramento no CAT ou na ATUFA.

NÃO INCLUSO: almoço (R$ 25 por pessoa), bebidas e taxa comunitária (R$ 200 para cada 5 pessoas).

 

VIVÊNCIAS OPCIONAIS

  • Passeio de 2 dias e 1 noite para acampar na floresta (a partir de R$200 por pessoa).

  • Passeio de 2 dias e 1 noite dormindo na casa dos caboclos (a partir de R$100 por pessoa).

  • Focagem de jacarés durante a noite (a partir de R$50 por pessoa).

  • Oficina de látex (a partir de R$50 por pessoa).

LAGO PRETO SEU LINDO

O Lago Preto fica às margens do Rio Tapajós, na belíssima praia do Tapari. É um local com água transparente, geladinha e flora incrível. Perfeito para um banho relaxante. Fazer snorkel e alimentar os peixinhos é uma ótima pedida. Nesse roteiro passamos também pela Ponta de Pedras, uma praia com formações rochosas e uma ampla oferta de restaurantes. Almoçar na beira do rio, deliciando peixes maravilhosos e depois descansar nas redes, é garantia de um dia feliz. Para encerrar, passamos pela Ponta do Cururu, uma das mais visitadas da região por conta da localização estratégica para curtir o lindo pôr-do-sol no Tapajós.

ROTEIRO

  • Encontro às 9:00hs no CAT ou na ATUFA

  • Embarque para o Lago Preto, curtir suas águas transparentes

  • Em seguida, navegação para a praia de Ponta de Pedras, famosa por suas formações rochosas, onde faremos o almoço (gasto a parte)

  • Tarde livre na praia

  • Pôr-do-sol na Ponta do Cururu

  • Encerramento às 19hs no CAT ou na ATUFA

NÃO INCLUSO: almoço nos restaurantes, bebidas alcóolicas

O PARAÍSO DO RIO ARAPIUNS

Um verdadeiro paraíso, um rio intocado com água transparente e deliciosa. O Arapiuns é o último afluente do Tapajós, desaguando praticamente na foz dele. É cheio de comunidades ribeirinhas, localizadas em suas margens. Na margem direita é a Reserva Extrativista Tapajós-Arapiuns e na margem esquerda o Assentamento Lago Grande. Em nosso roteiro paramos nas melhores praias, bancos de areia branca e água morna. Um convite ao desfrute e ao ócio. Fazemos paradas também em comunidades selecionadas, mas são extensas as opções de parada para conhecer o dia-a-dia das populações tradicionais e almoçar deliciosas refeições regionais. A viagem ao Arapiuns é inesquecível e deve constar em qualquer visita a nossa região.

ROTEIRO TRADICIONAL

  • Encontro às 9hs no CAT ou na ATUFA

  • Embarque para cruzar o Tapajós em direção ao ARAPIUNS, esse afluente do Tapajós fica a aprox 1 hora

  • PONTA DO TORONÓ: o tradicional primeiro mergulho do dia é nesse paraíso

  • COROCA:  essa comunidade é a com mais atrativos, podemos visitar a produção de mel de abelha sem ferrão e o lago das tartarugas.

  • SÃO MARCOS:  uma comunidade bem pequena e acolhedora, faremos nosso almoço aqui e veremos o trabalho dos ribeirinhos com a farinha e o artesanato produzido pelas famílias

  • CARACARAI:  onde é nosso último mergulho pra curtir o fim da tarde nesse lugar especial

  • Encerramento às 19hs em Alter do Chão

NÃO INCLUSO: almoço (R$ 30 por pessoa), bebidas e taxas comunitárias (R$ 40 por pessoa)

 

VIVÊNCIAS OPCIONAIS

  • Visita à criação de peixes no Anã (R$45 por pessoa)

  • Visita à comunidade do Zaire, para conhecer as lendas do rio (R$30 por pessoa)

  • Visita à comunidade do Urucureá para oficina de trançado de palha (R$50 por pessoa)

  • Visita à comunidade do Atodi, com passeio de canoa e trilha pela floresta (R$70 por pessoa)

  • Farinhada na comunidade São Marcos, participar da feitura da farinha (R$200 pra até 5 pessoas)

O MÍTICO CANAL DO JARI

O Canal do Jari é um estreito de água que liga o Rio Amazonas ao Rio Tapajós, criando um santuário de várzea, com abundância de vida selvagem e flora espetacular. Ali, as águas do Amazonas trazem a riqueza de nutrientes necessários para prosperar um ecossistema único. Entramos no canal, rodeados de pássaros e botos, observando as casas de palafita. Essa região vive o fluxo das águas, se tornando alagada durante os meses de chuva e com terra firme durante o chamado verão amazônico, quando as águas baixam, revelando a terra fertilizada. As paradas costumeiras são em uma casa de palafita, onde somos conduzidos para fazer uma passeio na mata segregada pelas águas. Sua característica insular permite uma aglomeração de macacos, preguiças e diversos animais. Em seguida, rumamos para uma casa de palafita com um jardim de vitórias-régias. Lá vive a Dulce, que além de cultivar as plantas e viver em sintonia com a tranquilidade do local, realiza experimentos culinários com a planta. Poderemos degustar diversas das iguarias feitas com a planta, como por exemplo uma pipoca feita com as sementes dessa planta aquática. Nesse roteiro ainda passamos por uma praia pra tomar um banho e relaxar após a vivência.

ROTEIRO TRADICIONAL

  • Encontro no CAT ou na ATUFA às 11:00hs

  • Embarque para passeio até o CANAL DO JARI,  onde pode ser feita uma trilha curta para observar pássaros, preguiças e macacos e as casas de palafitas

  • A segunda parada é em uma casa com um jardim de vitórias-régias, onde o almoço é com receitas feitas com a própria planta

  • Parada na praia da Pedra da Moça para ver o pôr-do-sol

  • Encerramento às 19hs no CAT

NÃO INCLUSO: bebidas alcóolicas, almoço (R$ 30 por pessoa) e taxas comunitárias (R$ 40 por pessoa)

 

VIVÊNCIAS OPCIONAIS

  • Oficina culinária com a Dulce (R$ 100 por pessoa)

  • Dormir nas casas de palafita e ouvir a sinfonia de vida selvagem (R$ 250 por pessoa)

  • Pescaria no Canal do Jari (R$ 350 por passeio)

AS IMPERDÍVEIS PRAIAS DE ALTER

Nesse passeio aproveitamos ao máximo o lazer que nossa região tem pra oferecer.Entre praias de areia branca, almoços fartos em restaurante regionais e paisagens paradisíacas, o tempo parece parar e tudo que temos pra decidir é se já é hora de mais um banho de rio. Levamos bóias, redes, guarda-sol e diversos itens pra fazer o dia de praia ser mais completo. O pôr-do-sol é contemplado e o dia termina com a sensação de estarmos no paraíso.

ROTEIRO TRADICIONAL

  • Encontro no CAT ou na ATUFA às 11:00hs

  • Embarque em lancha para a Praia do PINDOBAL

  • Almoço e relax nessa praia histórica (gasto a parte)

  • Passagem pela praia do CAXAMBU, para contemplação do afloramento do aquífero

  • Pôr-do-sol e tarde na praia do MURETA

  • Encerramento às 19hs em Alter do Chão

NÃO INCLUSO: almoço nos restaurantes, bebidas alcóolicas

ALDEIAS INDÍGENAS KUMARUARA

Após mais de 500 anos de colonização, intensa miscigenação e influência católica, essas aldeias se auto-declaram indígenas e iniciam um processo de resgate de sua cultura milenar, através da educação e da abertura ao turismo e apresentam um interessante sincretismo religioso e costumes tradicionais, junto a uma natureza exuberante. Nesse passeio visitamos uma aldeia que guarda resquícios arqueológicos da presença indígena. Além da escola onde as crianças estão aprendendo o valor da sua cultura, visitamos uma coleção de cerâmicas ancestrais. Na sequência, seguimos para uma aldeia onde há a opção de uma passeio de canoa, encenações desse povo que redescobre sua essência. No fim do dia paramos em uma praia para encerrar com chave de ouro.

ROTEIRO TRADICIONAL

  • Encontro no CAT ou na ATUFA às 8hs

  • Travessia do Rio Tapajós até a Aldeia Solimões

  • Passeio pela comunidade, conhecendo o sítio arqueológico, as cerâmicas ancestrais e a escola

  • Chegada de lancha na Aldeia Vista Alegre do Capixauã

  • Passeio de canoa pelo Igapó (igarapé na seca), após breve caminhada

  • Almoço indígena e relax na Maloca da aldeia, com a opção de presenciar um RITUAL (gasto a parte)

  • Tarde livre na praia e retorno pra Alter do Chão

NÃO INCLUSO: taxa comunitária (R$ 27 por pessoa), almoço (R$35 por pessoa)

 

VIVÊNCIAS OPCIONAIS

  • Passeio de canoa pelo igarapé (R$75 por pessoa)

  • Encenação artística (R$ 200 pra grupo de até 5 pessoas)